Alice in process…

Instead of the question “Who is Alice?” there are now paths leading to what Alice might come to be…

22 Sep 2012

Aventuras da Alice Subterrânea














Lewis Carroll


Adriana Peliano












"Mas o fato de terem nascido diante da exigente plateia das três meninas, numa tarde em que tudo – a natureza em paz, a corrente tranquila do rio, o ritmo das remadas e o bom humor dos excursionistas – conspirava para a expressão despreocupada das mais loucas fantasias, foi certamente decisivo para o casamento entre os jogos de linguagem que atraíam o professor de lógica Dodgson e a magia da visão infantil que ele conseguia compartilhar com a pequena Alice."
Myriam Ávila


AS AVENTURAS DE ALICE NO SUBTERRÂNEO



Essa é uma tradução para o português do manuscrito original Alice's adventures under Ground   (Aventuras de Alice no Subterrâneo, 1862 - 1864) que originaram as inesquecíveis Aventuras de Alice no País das Maravilhas [1865]. Hoje é amplamente conhecido o fato de que esse “interminável conto de fadas” foi contado por Lewis Carroll durante um longo passeio de barco com as irmãs Liddell, Alice, Edith e Lorina e o reverendo Duckworth, em 4 de julho de 1862, nos arredores de Oxford onde eles viviam. Entretanto, o que poucas pessoas sabem é que ele deu para essa Alice real, um manuscrito ilustrado por ele mesmo no natal de 1864. Dedicado como “Um presente de Natal para uma criança querida em memória de um dia de verão”, ele se tornou uma ligação importante para os estudos de Alice. Conectando a vida e a arte, ele nos oferece também a chance de acompanhar o processo criativo do autor, além da possibilidade de compreender melhor como a versão final da estória foi influenciada pelo relacionamento de Charles Dodgson (verdadeiro nome de Lewis Carroll) [1832-1898] com Alice Liddell.

Durante aquele período Carroll começou a preparar uma nova versão das aventuras de Alice para ser publicada, seguindo o conselho de alguns amigos. Nesse processo a estória original foi estendida e também modificada em vários aspectos. Novos poemas, capítulos e personagens foram incluídos e um novo texto, mais complexo e sofisticado, foi publicado em Londres pela Macmillian, dois anos após aquela famosa “tarde dourada”. Alice no País das Maravilhas foi então ilustrada por um famoso ilustrador da época: John Tenniel [1820-1914]. Suas ilustrações se tornaram clássicas, consideradas por muitos como inseparáveis do livro, mesmo que esse tenha sido um dos livros mais ilustrados de todos os tempos, seguindo a sugestão de Alice no início da estória: “De que serve um livro sem figuras e nem diálogos?”

As ilustrações de Carroll e sua letra de mão foram preservadas nessa tradução. Eu pretendia com isso preservar o charme e as peculiaridades do original que seriam perdidos com uma tipografia e um design convencionais. A tradução do texto buscou se aproximar da espontaneidade de um presente para uma criança especial, e a tradução dos poemas por Myriam Ávila são incríveis em seu humor e nonsense. No posfácio Myriam conta a história do manuscrito e eu comento as ilustrações de Carroll. 


 Essa é uma replica de um dos mais maravilhosos presentes que uma menina já recebeu em seu “desaniversário”, uma carta de amor escrita não apenas para aquela que foi um dia considerada “ o ideal de menininha” por Lewis Carroll, mas à todas as Alices, lagartas, coelhos, grifos, tartarugas  e rainhas e tantos outros alicinados. Intenso convite para o fascinante universo de Alice/Carroll, que num dia especial mergulhou num poço profundo e ainda nos convida a mergulhar também.










Adriana Peliano no lançamento do livro foto no evento Carrollsday no SESC/MG.
fotos: Igor Marotti 



Download the ebook










Leia sobre a história desse projeto AQUI





Em 2012 o livro Aventuras de Alice no Subterrâneo recebeu o selo Altamente Recomendável, concedido anualmente pela Fundação Nacional do Livro Infantil e Juvenil. A FNLIJ é a principal entidade do país dedicada ao livro e à literatura infantojuvenil. Seus prêmios e seleções representam a chancela da crítica sobre a produção nacional e apoiam pais e educadores na escolha de títulos que promovam o desenvolvimento das crianças e dos jovens.​



2 comments:

  1. Can't say enough about this website – its alot better than mine.

    ReplyDelete
  2. Again, you use my gifs. Please credit me

    http://still-she-haunts-me-phantomwise.tumblr.com/post/32525291169/i-remember-so-well-that-golden-afternoon-when-i

    ReplyDelete