Alice in process…

Instead of the question “Who is Alice?” there are now paths leading to what Alice might come to be…

24 Jun 2010

Alice feminista

Mad-Hatter-Johnny-Depp-Circlism
Ben Heine

found HERE

cogumelo e borboleta


Psychological and feminist analysis of Tim Burton's Alice.


Já contei por que não gostei da Alice do Tim Burton (AQUI e AQUI). Mas pedi também que quem tivesse gostado, contasse pra gente o que existia nesse outro lado do espelho que por algum motivo eu não conseguia enxergar. É muito bom que seja possível as pessoas terem visões tão diferentes de uma mesma obra, o que torna o mundo muito mais instigante e plural.

Encontrei essa crítica do filme do Tim Burton que faz uma análise psicológica feminista sobre a jornada de Alice rumo à sua maturidade e independência. A autora comenta o universo simbólico apresentado pelo filme de forma afetiva, fundamentada e sensível. Embora eu não reconheça o que ela diz no filme do Tim Burton, sua análise aponta aspectos muito relevantes do processo de crescimento da mulher, o que sem dúvida é essencial também na viagem de Alice pelo mundo dos sonhos, em seu inesgotável rito de passagem. Fiquei mais feliz ao ler esse texto, espero que vocês fiquem também.

Com vocês, Alice segundo a psicologia dialética por Adriana Tanese Nogueira AQUI

Acesse também o blog da psicóloga
AQUI

1 comment:

  1. Ola
    eu até que gostei do filme (assisti em 3d). Um dos pontos negativos que vi no filme foi que eu achei o filme curto e a atriz que interpreta a Alice tem uma postura muito séria e madura.

    ReplyDelete