Alice in process…

Instead of the question “Who is Alice?” there are now paths leading to what Alice might come to be…

2 Aug 2010

Alice's dreamlands by Anne Bachelier


"Metamorphosis, transition, and evolution provide the common threads of the art of Anne Bachelier. The artist captivates her audience with compelling, highly imaginative images that are distinct, unique, inventive and immediately recognizable. Her metaphysical, dream-like fantasies evoke feelings simultaneously powerful, peaceful, and protective. This unique "other" world, untouched by time or place, reminds the viewer of the eternal dance of transformation and regeneration." 
CMF gallery

Wonderland















Looking Glass





Anne Bachelier


See more of Anne Bachhelier HERE


"Menina rio, Alice transita entre labirintos onde se perde, se encontra e renasce em ritmos misteriosos. O grande paradoxo que percorre as aventuras de Alice, diz Deleuze , é a perda do nome próprio, identidade infinita, eterno devir. Quando a lagarta pergunta para a menina, quem é você? Alice não sabe a resposta. Eu sei quem EU ERA mas tenho me transformado várias vezes desde então. Num paradoxo alicinante Alice diz que não, mas também diz que sim: sei quem sou, contínua transformação. Como Alice, quando parece que sabemos quem somos, já somos outros e o que achamos que somos é o que um dia fomos. E o mundo que conhecemos já é outro a cada instante. Menina que nasceu no rio de Heráclito que sabe que o ser e o não ser conversam todo tempo num eterno ciclo de todo momento se criar. 

Quando Alice diz que só sabe quem foi, diz que estamos sempre em movimento. E quando foi ilustrada por John Tenniel na Inglaterra vitoriana, inaugurou uma tradição de Alices que seguiram o seu caminho. Mas Alice já não é mais a Alice vitoriana, mas o caleidoscópio vivo de todas as possibilidades. Quantos artistas foram de fato movidos pela necessidade de superação dos modelos estereotipados da menina e seu mundo surpreendente e pela procura por novas aventuras de linguagem? Alice quer figuras e diálogos que hoje convidam interações, hibridismos, cruzamentos intertextuais, aventuras que cruzam mídias e linguagens, figuras em diálogo, invenção. Lys mage: Alice, imagem, magia. Ao invés da pergunta: quem é Alice, hoje desdobram caminhos para quem Alice pode vir a ser..."
Adriana Peliano

No comments:

Post a Comment